15
jan
2012

Os e-Sports mais bem pagos de 2011

2011 já se passou, mas continua sendo analisado até mesmo pelo cenário do e-Sport internacional. Torneios globais atraíram milhares de espectadores e competidores ao redor do mundo atrás de grandes premiações. A Pro Gaming Tour contabilizou os três jogos que mais premiaram no ano passado, e o Versus comenta um pouco cada um deles, confira:

#1 | Starcraft II: Wings of Liberty: $2,525,775 em premiações

starcraft 2 wol noticias  Os e Sports mais bem pagos de 2011 Starcraft 2 e sport DotA 2 Call of Duty Modern Warfare 3    starcraft sport list thumb 640xauto 20740 .jpg

A sequência da aclamada série Starcraft sem dúvida foi o jogo mais competido em 2011, estrelando entre os maiores torneios do mundo: World Cyber Games, Intel Extreme Masters, Major League Gaming, Electronic Sports World Cup. Foram cerca de 140 torneios nesse ano, enriquecendo ainda mais a comunidade que já é acostumada com torneios. Um exemplo é a partida final de Starcraft II da MLG 2011 em Providence entre o coreano Lee “Leenock” Dong Nyung e o sueco Johan “NaNiwa” Lucchesi:

Vale ressaltar que a Blizzard não patrocina a maior parte dessas competições. É a própria comunidade que atrai todo esse investimento: streams de jogadores, estrutura em torneios, patrocínios em equipes e organizações multigaming.

Um pouco de Starcraft II competitivo: Starcraft nasceu como um jogo de estratégia em tempo real. O jogador conta com três raças disponíveis: Zerg, Terran e Protoss, cada uma com suas unidades e estratégias únicas. Contando com mais de 10 anos nas prateleiras e nas competições, a sua sequência mantém as mesmas linhas que deram sucesso à série, com gráficos de última geração e mudanças em unidades, estruturas e mapas. Dispondo dos mesmos recursos que seu oponente, o vencedor será aquele que melhor utilizar seus recursos, controlando o mapa, suas unidades e sua estratégia. Em breve o Versus apresentará por completo o Starcraft competitivo na série “Desvendando o eSport”, aguardem!

#2 | DotA 2: $1,698,500 em premiação

starcraft 2 wol noticias  Os e Sports mais bem pagos de 2011 Starcraft 2 e sport DotA 2 Call of Duty Modern Warfare 3    DotaA 2 640x480 .jpg

DotA sempre foi um sucesso pelo seu estilo inovador de jogo, popularizado como um custom map de Warcraft III. Aproveitando da comunidade estimada em dezenas de milhares, a Valve iniciou seu projeto de “retirar” o DotA da plataforma do Warcraft, criando assim DotA 2. Para divulgar o projeto, a própria Valve realizou o torneio “The International”, reunindo oito das melhores equipes do mundo, premiando-as no total com $1,698,500. A divisão de DotA da Na’Vi levou o prêmio de $1,000,000 destinado ao campeão do evento, enquanto a equipe chinesa EHOME ficou em segundo lugar, faturando $250,000. Confira o vídeo do último jogo dessa final:

A comunidade cresceu muito nos últimos anos, e hoje conta com inúmeros torneios ao redor do mundo. Antes da Valve iniciar seus projetos, o título ficou de fora de vários eventos globais pela falta de patrocínio e uma empresa por trás do desenvolvimento do jogo. Em 2008 e 2010 DotA fez parte dos títulos oficiais da Electronic Sports World Cup, inclusive com participação brasileira.

A versão de DotA 2 ainda está em closed beta, e não há muitas previsões para a abertura da versão Beta, com lançamento oficial previsto para esse ano.

Um pouco de DotA competitivo: Criando o gênero MOBA (Massive Online Battle Arena), DotA é uma mescla de RPG com estratégia em equipe. Cinco jogadores deverão escolher seus heróis e destruir o cristal adversário, passando por várias torres, heróis e unidades adversárias, evoluindo seu próprio herói por meio de habilidades e itens, seguindo uma estratégia conjunta. Assim como Starcraft II, DotA também contará com uma edição especial na série “Desvendando o e-Sport”, contando sua história pelas competições ao redor do mundo.

#3 | Call of Duty Modern Warfare 3 – $1,010,000 em premiações

starcraft 2 wol noticias  Os e Sports mais bem pagos de 2011 Starcraft 2 e sport DotA 2 Call of Duty Modern Warfare 3    call of duty modern warfare 3 2 .jpg

Call of Duty é um sucesso nos Estados Unidos, e seu competitivo reflete todo esse sucesso. Além de estrelar a lista de jogos oficiais da Major League Gaming junto de Starcraft II e League of Legends, em Setembro de 2011 foi realizado o torneio “Call of Duty XP”, premiando em 1 milhão de dólares a equipe campeã do evento de lançamento do novo título da série. A final desse evento você pode encontrar aqui:

Um pouco de Call of Duty Modern Warfare 3 competitivo: seguindo a linha dos clássicos FPS, MW3 surpreende pela velocidade e dinanismo em um jogo deste gênero em console. Duas equipes de quatro integrantes cada se confrontam no clássico modo “Capture the Flag” ou ainda no estratégico modo “Domination”, contando com inúmeros equipamentos e habilidades personalizáveis para integrar a estratégia de cada equipe. Quer saber mais? Call of Duty também estará na série “Desvendando o e-Sport”, assim que vosso autor conseguir com sucesso cobrir os dois e-Sports mencionados acima.

19 respostas a Os e-Sports mais bem pagos de 2011

  1. Anonimo disse:

    e-Sports… LOL

  2. XuxuBelezA XuxuBelezA disse:

    Fico triste pelos F-Games não estarem nessa lista, mesmo sendo o Top 3..

    Considerando todas as discussões, eu acredito que os jogos de luta vão entrar pra ess negocio de eSpors esse ano ou no próximo, veremos o que vai acontecer.

  3. FloopY disse:

    Jogos como DotA e Starcraft II estão sempre em balanceamento. Acho que esse é um dos motivos que esses jogos crescem tanto a esse nível. Acredito que se os Fighting Games começarem a aderir essa ideia de balanceamento como já estão fazendo, e se alguns dos players deixarem de ser ranzinzas e aceitar isso os Jogos de luta vão começar a figurar entre os E-sports Top.

  4. BLUE LINK disse:

    pessoal comentando sobre f-games virarem e-sports, vcs tão ligados que praticamente a comunidade americana inteira é contra essa ideia e q isso provavelmente nunca irá ocorrer por lá né?

    • XuxuBelezA XuxuBelezA disse:

      Mais ou menos, a comunidade tem medo de várias coisas acontecerem, assim como eu tenho medo

      Eu também não sou inteiramente a favor, eu acho que muita coisa podieria ser perdida nessa transição. Mas depois de acompanhar tanto as discussões que tão rolando, eu tenho 150% de certeza de que os f-games vao virar e-sports pro bem ou pro mal, o importante agora é trabalhar pra que essa transição seja pro bem, e que a gente não perca tudo o que a gente tem de bom.

  5. williamtakuma disse:

    Podem ter certeza Fighting Gamers que assim como o Portal Versus eu estou trabalhando muito p q essa mudança ocorra, em breve o Brasil também será uma referencia nos campeonatos ainda maior, da mesma forma q no MMA seremos temidos, aguardem!

  6. THE DRAGON JEFF disse:

    Alguém poderia me explicar como f-games virando e-sport pode ser ruim ou má ideia pra cena no Brasil ou no Mundo?

    O pior é que muito marmanjo que diz isso, começou na geração f-games mudou pra RPG depois CS e desdenha do modelo como conheceu o video game em muitos casos, que foi justamente Street, Samuray kof e por ai vai…

    É mais fácil um perdedor fanático de CS arrumar uma arma e dar um tiro na cara do campeão do que eu ficar verde e dar uma bolinha do Blanka no cara ou virar Ryu e dar um Hadouken cancelar e ultra nele….kkkkkk

    Quem puder explicar o motivo de minha pergunta agradeço…

    • oldschool disse:

      E aí ele dá respawn e te mata mais 10 vezes seguidas. É óbvio que é mais fácil dar sorte no SF4, com as mecânicas de reviravolta, que em outros jogos, sendo do seguimento de luta ou não. Foi justamente para isso que elas foram adicionadas: dar uma chance do jogador casual ganhar na sorte e pensar que não é tão ruim assim.

      • Diogo disse:

        discodo do oldschool, com certeza em um jogo de luta o cara pode ter sorte e vencer alguem que está.. digamos, em um nível acima.
        é por isso que em torneios de jogos de luta, uma luta apenas não serve, voce tem que lutar pelo menos 2 ou 3 vezes..
        sendo assim, a sorte não irá ajudar alguem inferior.

        outra coisa que o jogo de luta tem de diferente dos demais, cada jogador tem uma caracteristica de ataque, defesa, estratégia, combos… e mais que isso, os jogadores tem o objetivo de adaptar aos movimentos do seu oponente para tentar vencer a luta.

        é como o xadrez, é uma estratégia que voce faz pra vencer a luta, muitas vezes voce vai ter que escolher um caminho diferente do que está acostumado a fazer para tentar vencer…
        sem falar dos ataques arriscados (contando com a sorte do oponente nao defender), tipo, os reversals, ultras e outros.

  7. Alessandro disse:

    Ficou faltando sobre o maior campeonato que ocorre mensalmente na coreia a GSL e do Dreamhack que acontece na Europa também. Isso só os grandes campeonatos, porque diariamente tem campeonatos on-line com premiação em dólar.

  8. Azis disse:

    Dane-se o termo ou a classificação, ficando bem pago e televisionado, vou curtir.

  9. Turivol disse:

    Podiam colocar uma estimativa dos prêmios pagos pelos principais torneios de FG, só pra termos como referência.

  10. Kazeshini disse:

    acho que vo falar merda mas tudo bem
    acho que e-sports envolve teamplay coisa que f-games nao possui pois eh 1×1 entao por isso o "desucesso"

    • Forkxx Forkxx disse:

      Nem sempre. Quake é um dos e-Sports mais tradicionais, e é uma modalidade individual. Assim como vários outros (Carom 3D, Guitar Hero, etc.).

    • Zetta disse:

      Starcraft é um-contra-um e é um E-Sport de longa data com premiações altíssimas.

  11. Banzai_One disse:

    Eu não acho tão emocionante ver um jogo estilo DotA2 em um torneio (talvez por eu não conhecer o jogo). Mesmo sem conhecimento, me parece mais emocionante uma partida de StarCraft II (onde a estratégia, o lance do exercito, como/ o que construir primeiro, utilização do tempo).

    De FPS, eu gosto de ver aqueles torneios de CS, com equipes e tal, são maneiros. (Y)

    • Forkxx Forkxx disse:

      De fato, eu entendo o seu ponto de vista. DotA 2 é um jogo que depende da estratégia da equipe, onde uma partida pode levar mais de uma hora para ser finalizada, contando com poucos momentos de tensão e batalha propriamente dita. O que é diferente de Starcraft II, Warcraft III, Counter-Strike ou mesmo Fighting Games.

      Tudo uma questão de gosto. (:

  12. Pingback: Matéria os E-Sports mais bem pagos de 2011! « The Main Quest